Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



15873241_10212049850060403_5674230866411495703_n.j

 (a foto é da sua penultima prisão em Dezembro de 1967)

 

O meu pai, Mario Soares, morreu hoje dia 7 de Janeiro de 2017, às 15.28 horas.

No Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa, em Lisboa.

Onde estava desde 13 de Dezembro do ano passado.

A minha irmã Isabel e eu estávamos a seu lado.

Como sempre desde que nascemos.

 

 

O seu funeral, organizado pela Presidencia da Republica,

presidencia da Assembleia da Republica e Governo,

terá lugar a partir de segunda feira dia 9 de Janeiro.


(João Soares - 07-01-2017)

 

--------------------------------------

 

«Estive sempre com os que eram oprimidos e se sentiam excluídos do seu país.

Em Lisboa, em S. Tomé, em Paris, na Fonte Luminosa.

Lutei sempre para que os portugueses pudessem conviver em liberdade uns com os outros e para que todos se sentissem parte de Portugal.

Para que nenhum deles se tornasse um cidadão de segunda classe por causa das suas ideias ou da sua pobreza.»

 Mário Soares (1924-2017)

 

15873570_1306960262704248_2600308485242788181_n.jp

(João Gonçalves - 07-01-2017)

 

--------------------------------------

 

«Nunca dei uma excessiva importância aos debates ideológicos e sempre condicionei muito mais a minha acção pelas relações políticas e tácticas no terreno, por forma a, pragmaticamente, levar a água ao meu moinho.»

 

15965436_1307069396026668_7961995120299986611_n.jp

(João Gonçalves - 07-01-2017)

 

--------------------------------------

 

Os Estados não se avaliam pelo dinheiro que têm,mas sim pela sua história e pela sua gente.

Nesse sentido, Portugal não pode ser considerado um País pobre, bem pelo contrário.

Mário Soares, Jornal i, 13 Abr 2013

15894815_1204711472977722_5354822227856795978_n.jp

 (Graca Costa - 07-01-2017)

 

 --------------------------------------

 

Morreu o Pai da Democracia: Mário Soares.

(Daniel Adriao - 07-01-2017)

 

--------------------------------------

 

SOARES partiu...

mas ficará connosco para sempre.

Obrigado.

(Carlos Fortes Ribeiro - 07-01-2017)

 

--------------------------------------

 

Obrigado, Mário Soares.

Só há uma forma de te agradecermos o tanto que nos deixaste:

continuar a defender os valores da liberdade, da democracia, do progresso e da igualdade.

(Fernando Medina - 07-01-2016)

 

 --------------------------------------

 

15965521_1574054522610865_4274410543476754825_n.jp

 

Mário Soares fundador e referência maior do Partido Socialista em Portugal faleceu hoje, depois desta sua última luta que durava desde 13 de Dezembro passado.

Mário Soares disse uma vez que “a liberdade é em si mesmo um valor revolucionário, a liberdade de palavra, de pensamento, o de discordar".
Disse também que “não há liberdade sem igualdade nem igualdade sem liberdade”. Essa é a herança dele a herança que todos devemos defender e transmitir.

A sua história será sempre a história do século XX português.
O 25 de Abril e a transição para a democracia são momentos tão marcantes e, ainda, tão recentes que não conseguimos ter deles uma visão objectiva e racional.
A liberdade não tem pais porque somos - todos nós – que a fazemos todos os dias. Mas é muito pela influência de Mário Soares que hoje a podemos viver e continuar a construir. Esse é o testamento que nos legou e que perdurará na história.

Até sempre, camarada.

(José Manuel Graça - 07-01-2017)

  

 --------------------------------------

 

Partiu uma parte da Europa porque lutámos e sonhámos.

Partiu uma parte da Europa social, da Europa das pessoas e pelas pessoas.

Da Europa da Paz.

Fica a Europa das empresas, dos orçamentos,dos deficits,dos pibs,das agencias de rating,dos grunhos do capital selvagem.

Da Europa a caminho da guerra.
De mais uma!

 

"Pessoas que preferiam continuar a ver soldados Portugueses a perder a vida do que perderem a criadagem africana, jamais perdoarão a Mario Soares".

Afonso Dias

 

--------------------------------------

Na história do Portugal Contemporâneo, de entre os portugueses que lutaram pela liberdade, a democracia e o progresso estará inscrito em lugar de enorme destaque, Mário Soares.

15871827_1214131465335665_3355097225927992263_n.jp

 Obrigado Mário Soares.

(Jose Alberto Fateixa - 07-01-2017)

 

 --------------------------------------

 

Amado e venerado por muitos.
Odiado e desrespeitado por outros tantos.

15940477_1530826360280313_8442241631999263344_n.jp

 

Mas no acordo ou na discórdia, num aspeto seguramente existe unanimidade.
Mário Soares foi um grande HOMEM, um grande POLÍTICO, um grande ESTADISTA.


Mário Soares foi um lutador pela LIBERDADE e pela DEMOCRACIA, uma figura incontornável da nossa história recente, um homem que nos deixa um legado político de valor incalculável e cujo exemplo deve/deveria ser seguido pelas gerações vindouras.


Todos temos direito a mudar de opinião e até é compreensível uma evolução nas opções políticas de cada um, no entanto, não deixa de ser surpreendente ver hoje alguns auto-intitulados “socialistas salvadores da pátria” a opinar sobre o desaparecimento desta personalidade relevante da vida política nacional; quando outrora e nos tempos mais difíceis da vida política nacional se encontravam na linha da frente dos que combatiam o Socialismo Democrático e criticavam/ofendiam acerrimamente Mário Soares.


Como dizia outro grande estadista, Francisco Sá Carneiro: “A política sem risco é uma chatice, mas sem ética é uma vergonha”.


Felizmente, orgulho-me de fazer parte daquele PS que sempre esteve do lado de Mário Soares.


Já agora e para aqueles que continuam com uma opinião muito crítica em relação ao processo português de descolonização, que respeito, deixo aqui um singelo conselho de amigo.

Leiam o capítulo dedicado a esta temática no livro “Mário Soares – Uma Vida” de Joaquim Vieira.

Até sempre camarada!
R.I.P.

(João Nabais - 07-01-2017)

 

 --------------------------------------

 

DESPEDIDA DE MÁRIO SOARES

15895318_10210026080982089_3370553128886577096_n.j

 

"O corpo pesado estende-se pela cadeira, por detrás da secretária. A custo, insiste em levantar-se.

Para me abraçar, para agradecer a visita.

O seu olhar perde-se naquela sala tão cheia de recordações, de histórias, de História.

As palavras saem-lhe com alguma dificuldade, quase automáticas, sempre amáveis.

  

Suscita os temas que o mobilizam, as emoções e as certezas últimas que lhe dão alento à vida, mas também as tristezas que o abatem.

Escolho bem as minhas palavras, mas não sei se são as certas.

Relembro tempos comuns, mas não tenho a certeza de me estar sempre a seguir.

Procuro assuntos que o façam reagir, agarra alguns, deixa passar outros em silêncio.

 

Os nomes fogem-lhe, vive já com essa realidade, organiza o discurso em torno desses espaços vazios.

Pergunta-me pela vida, mais para se orientar do que por real interesse.

Dou-lhe novidades que, há pouco tempo, seriam para ele banalidades.

Instalam-se entre nós as pausas, cada vez mais longas.

Fico muito triste, sem saber o que dizer.

Despeço-me com a quase certeza de ser aquele o nosso adeus."

 

(Escrevi este post em 4 de agosto de 2015. O amigo, que então não nomeei, era Mário Soares. Morreu há pouco. O encontro que relatei foi a nossa despedida)

 

(Francisco Seixas da Costa - 07-01-2017)

 

 --------------------------------------

 

Partiu um grande Senhor,

um lutador da liberdade, da democracia.

10363104_895496160469157_5189096350083229857_n.jpg

 

Tive a honra de conhecer pessoalmente o Dr Mário Soares em 1974, na minha casa de Cedães, que ele e outros idealistas frequentavam.


Muitos dos que hoje o criticam, devem-lhe a ele a liberdade de se poderem expressar.
Tenho visto partir muitos grandes socialistas, homens de carácter, de ideais, sem medo,...
Cada vez o Céu está mais rico e a Terra mais pobre...


Lembro com carinho, algumas lutas e bons humores, nos anos 70, em terras nordestinas...


Pai, hoje tens aí mais um companheiro de lutas, camarada de ideais, defensor de causas e acredito que, mesmo dessa dimensão, ireis continuar a lutar por um mundo mais igual, mais justo e menos trapaceiro.

(Cristina Martins - 07-01-2017)

--------------------------------------

15873449_10155707863998327_3310173618046365701_n.j

 Foto de Filipe Amorim/Global proveniente de @ManNextDoor no Twitter

 

--------------------------------------

 

Soares é Fixe, o resto que se Lixe.

(Paulo Neto - 08-01-2017)

 

    --------------------------------------

 

Aborrece-me constatar que a direita "informal" persiste das mais imbecis do mundo.

Se há coisa que Soares nunca suportou (e contra tal lutou até ao fim com maior ou menor felicidade) foi precisamente esse olhar vesgo, estúpido e analfabeto de um mundo a preto e branco.

 Como é que se pode construir alguma coisa à Direita com tanto cavernícola?

 

(João Gonçalves - 08-01-2017)

  

--------------------------------------

 

Para clarificar: Nos idos de 70 e 80, a minha relação com Mário Soares não foi boa.

Do ponto de vista político, obviamente.

Militante do PCP à época, Mario Soares foi um adversário político.

Cheguei a ser presa numa manifestação de sindicalistas à porta da sua residência oficial.

Perdi um 13º mês que prometeu devolver-me e nunca o fez.

Mas reconheço em Mário Soares um lutador pela liberdade, um anti fascista.

Posteriormente, já depois de ter abandonado o PCP e aderido ao BE (de onde também já saí há uns anos), as suas posições quanto à guerra do Iraque, ao Médio Oriente, à Troika, ao combate pelos mais fracos, levaram-me a aplaudi-lo na Aula Magna por, pelo menos, duas vezes.

Toda a gente tem qualidades e defeitos.

E Soares tinha muitos defeitos.

Mas, a sua principal qualidade foi a coragem.

Não faço um luto pessoal, como é óbvio, faço um luto político.

A Liberdade está acima de todas as divergências.

(Paula Cabeçadas - 08-01-2017)

 

 

 --------------------------------------

 

UMA IMAGEM VALE POR 1000 PALAVRAS

O fotógrafo Tiago Miranda captou esta imagem de uma moradora lisboeta

que chorava na varanda da sua casa quando passava o cortejo funerário de Mário Soares.

Ver mais fotos aqui:

http://visao.sapo.pt/actualidade/portugal/2017-01-10-Funeral-de-Mario-Soares-em-88-imagens

15940669_10155707863923327_7777167080036522681_n.j

 (Telmo Vaz Pereira - 09-01-2017)

 --------------------------------------

  

Aderi ao PS por amor a Mário Soares

(Daniel Adriao - 09-01-2017)

 

--------------------------------------

 

Então quer dizer que a democracia é irmã do João Soares ...

(Julio Manuel Cardoso - 09-01-2017)

 

 --------------------------------------

 

Hoje curvei - me perante o corpo do Camarada Mário Soares

Sempre votei Soares, fiquei com a alcunha de Soarista

Grande honra, que ficará para sempre no meu coração.

(Candida Cavaleiro Madeira - 09-01-2017)

 

 --------------------------------------

 

Há três palavras de que muito aprecio: democracia, liberdade e Europa.

Também tenho um especial gosto pelo debate, diferença de opiniões e pela política.

Por tudo isso, que não é pouco, é hora de homenagear Mário Soares.

(Diogo Feio - 09-01-2017)

 

  --------------------------------------

 

Obrigado Mário Soares pela luta

a favor de um Portugal, na Europa, desenvolvido

(José F Ribeiro - 09-01-2016)

 

  --------------------------------------

  

"Não deixem de lutar pela liberdade e pela democracia".
_Mário Soares


15871534_1489097174435136_1025472307926488574_n.jp

SOARES É FIXE!

 (Florentina Grenha - 09-01-2017)

 

 --------------------------------------

  

MÁRIO SOARES

 

Prestei hoje a minha última homenagem a Mário Soares.

Fi-lo pela admiração, consideração e simpatia que por ele nutria.

Vi muita gente, anónimos, conhecidos, e até cumprimentei José Sócrates na fila espera onde TODOS estávamos.

A admiração, a consternação e a saudade fixavam-se naqueles rostos, como se tivessem perdido algo seu, porque, com certeza, Soares foi uma parte de cada um de nós!

E isto bastou, para que, tivesse esquecido todos os urros, zurros, e demais anormalidades que li, neste facebook, de pessoas recheadas de ódio, que não se lembraram que só o faziam, porque Mário Soares viveu, viveu grande, anti ditaduras, político hábil e coerente, enfim um Homem que, que sempre, advocou a Democracia.

Bem hajas Mário.

Uma história de PORTUGAL, a ser escrita em verdade e com verdade, colocar-te-á entre os eleitos dos grandes Portugueses.

Tu mereces, eu sei e esse legado, não te será omitido!

Sinto saudades!

(Luis Covas - 09-01-2017)

 

--------------------------------------

  

Caros amigos facebookeanos,

como sabem, regra geral utilizo o Facebook de uma forma descontraída e com humor ...

No entanto não posso ficar indiferente a inúmeros tristes comentários que tenho lido nos últimos dias sobre a morte de Mário Soares.


Quer se goste quer não, independentemente da ideologia política de cada um, estamos a falar de um POLÍTICO que fez e irá sempre fazer parte da história de Portugal.


Sim, escrevi POLÍTICO em maiúsculas propositadamente; foi a ele (e não só - a todos aqueles que à data, por serem políticos e defenderam os seus ideais, apenas recebiam em troca anos de prisão) que devemos a democracia, a liberdade...


Foi um homem de luta e convicções; não é como os atuais "políticos pintados de fresco".


Só por isso, que não é pouco, devemos no mínimo respeito.


E lembrem-se: se tenho lido algumas barbaridades neste sentido, a ele o devem - LIBERDADE DE EXPRESSÃO!


Haja respeito!

(Sofia Amaral - 09-01-2017)

 

  --------------------------------------

 

Poema de Sophia de Mello Breyner, de Maio de 1975.

As palavras que porventura hoje todos precisamos ouvir.

15871845_10206986543456097_3566695286236137011_n.j

 

(Ana Paula Vitorino - 09-01-2017)

 

--------------------------------------

 

A FALTA QUE MÁRIO SOARES FAZ

15965048_10154955710777320_3540016854400721530_n.j

 

Mário Soares tem tido provas de grande afecto, mesmo sendo um "Político".

Não é fácil ter-se essa condição, na hora da morte, sobretudo quando se está três longos anos sem intervir no espaço público, em resultado da encefalite que o afectou há e que o deixou bastante debilitado; e, entretanto, devido ao desaparecimento de Maria Barroso, que o deixou ainda mais combalido.

Não fossem esses infaustos eventos e teríamos tido um Soares a escrever e a intervir até ao último dia sobre assuntos como a fase final da intervenção da Troika, sobre François Hollande, sobre Putin, sobre os Wikileaks, sobre a crise política espanhola, sobre o desastre da política externa de Obama, sobre as eleições de 2015 que deram a vitória a Passos Coelho, sobre a emergência de Costa e da Geringonça como solução de Poder e sobre a extraordinária e inquietante vitória de Trump nas eleições americanas.

Infelizmente isso não foi possível, mas teria sido fantástico conhecer a sua opinião sobre todas essas coisas.

Percebi que o seu fim estava próximo quando há poucos meses assisti à homenagem que lhe foi organizada nos jardins de S. Bento por ocasião do 40º aniversário da posse do Primeiro Governo Constitucional, onde já não lhe era possível dar o seu testemunho.

Porque, importa recordar, apesar da sua idade, Soares mantinha, até,finais de 2013, uma importante e influente intervenção pública, através de iniciativas as mais diversas, designadamente eventos organizados e promovidos pela sua Fundação e ainda através de artigos regulares de jornal.

Senti muito a falta do seu magistério neste três penosos anos em que o silêncio se lhe impôs e onde nos faltou a sua opinião, sempre avisada, esclarecida e avançada sobre o tempo concreto.

Agora teremos todos de viver sem o seu depoimento e de conviver com as pitonisas e os exegetas do que teria sido o seu pensamento nestes tempos de tanta perplexidade que atravessamos.

Não nos faltará nada dessa adivinhação e garanto-vos que isso não será nada fácil.

Tenhamos paciência, porque muitos vão tentar servir-se dele, sem que Soares nos possa de facto transmitir o que pensava.

Ele faz muita falta.

(Antonio Ribeiro - 10-01-2017)

 

--------------------------------------

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:54



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D